quarta-feira, 26 de setembro de 2012

ESTADO DO ACRE

Acre é um estado brasileiro, conheçam um pouco mais dele

O estado do Acre está situado no extremo oeste da Região Norte, tradicional produtor de látex, atraiu grande número de colonos no século passado, no auge dessa atividade econômica.
Acre-mapa
Desse povoamento ficaram marcas na culinária - em pratos como bobó de camarão, vatapá e carne-de-sol com macaxeira.

Atualmente, apenas uma reduzida parcela dos habitantes garante sua subsistência trabalhando nos seringais da floresta Amazônica, na extração da borracha.

Além do látex, a floresta Amazônica tem permitido aos acreanos obter rendimentos de produtos, como alimentos, medicamentos naturais e matéria-prima para a indústria de cosméticos.

Alguns exemplos desses produtos - muitos exportados para outros países - são o fruto da palmeira açaí, a pupunha (um tipo de palmito), o urucum e a folha da pimenta longa, usada na fabricação de perfumes.

Desenvolvimento sustentado - Se não houver uma adequada administração dos recursos, um modelo econômico sustentado na biodiversidade pode não evoluir. 

O desmatamento das regiões de floresta permanece em patamares elevados, chegando a atingir 60% de algumas áreas. Isso ameaça a flora, a fauna e o solo acreano, formado de rochas sedimentares, e extremamente vulnerável à erosão quando se retira sua cobertura vegetal.

A Embrapa - Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, em pesquisa recente, revela que a degradação do solo em áreas desmatadas e o plantio de gramíneas para pastagem colocam em risco aproximadamente 35 mil empregos.

As áreas ameaçadas alcançam 5,5 mil km2, superfície equivalente à do Distrito Federal. A falta de conhecimento ou o uso de técnicas inadequadas por parte da maioria dos produtores provoca danos sociais, econômicos e ambientais.

Os Pólos econômicos:

O Acre, do ponto de vista econômico, pode ser dividido em dois grandes pólos: o vale do Juruá, cujo centro comercial fica na cidade de Cruzeiro do Sul, no noroeste do estado, e o vale do Acre, com sede na capital, Rio Branco, no sudeste.

A região do vale do Juruá permanece bem preservada e abriga a Reserva Extrativista do Alto Juruá e o Parque Nacional da Serra do Divisor, onde há inúmeras reservas indígenas e onde se localiza a nascente do rio Moa, o ponto mais ocidental do Brasil, na fronteira com o Peru. A região do vale do Acre, mais industrializada e com uma agricultura mais produtiva, responde pela maior parte da borracha e dos alimentos produzidos no estado, como a mandioca, o arroz e o milho e a fruticultura.

Os Fatos Históricos:

O Acre foi incorporado ao território brasileiro em 1903. Antes, pertencia à Bolívia, cujas autoridades não eram respeitadas pela população, formada basicamente por brasileiros.

No final do século XIX, os muitos nordestinos que fugiram da seca para explorar seringais dessa área iniciam um movimento para a sua anexação ao Brasil.

A revolta dos brasileiros e a resistência dos bolivianos geraram graves conflitos, que só terminaram em 17/11/1903, com a assinatura do Tratado de Petrópolis. 

A posse definitiva da região custou ao Brasil o pagamento de 2 milhões de libras esterlinas, áreas do Mato Grosso e o compromisso de construir a ferrovia Madeira-Mamoré, em Rondônia.

Em 1904, um decreto presidencial, assinado por Rodrigues Alves, torna o Acre um território federal, dividido em três departamentos: Alto Acre, Alto Purus e Alto Juruá.

Em 1962, o território foi elevado à categoria de estado, já que preenchia os requisitos estabelecidos pela Constituição vigente à época.
Acre-bandeira
Mais informações visite os sites:  www.ac.gov.br  e www.ibge.gov.br 

Abraços,
BrBão




Um comentário:

. . .