Pular para o conteúdo principal

TRADUTOR

CLIMA - RIO GRANDE do SUL

CLIMA



O clima varia nas diversas regiões sul-riograndenses conforme a altitude e a proximidade da costa marítima. Nas zonas elevadas da serra os invernos são frios, com ocorrência de fortes geadas e às vezes neve. A média de temperatura para o estado é de 18ºC.


Janeiro e fevereiro são os meses de maior calor, e a região mais quente é o Vale do Baixo Uruguai, tendo-se já verificado a temperatura de 42,6ºC em Jaguarão. O vento mais conhecido e tradicional do Estado Gaúcho, o minuano ou pampeiro, oriundo dos andes argentinos é extremamente frio e seco, soprando somente no inverno.

As estações do ano são bem definidas no Rio Grande do Sul, sendo sentidos, em suas características peculiares, o inverno, a primavera, o verão e o outono.

O regime pluviométrico é bastante regular e as chuvas são bem distribuídas durante todo o ano no estado. A média pluviométrica anual é de 1.643 mm, embora haja regiões mais ou menos chuvosas. Numa apreciação rápida, pode-se dizer que a zona mais chuvosa do estado é a da Serra Noroeste, com uma média anual de 1.990 mm. No litoral chove menos, sendo a média anual de 1.330 mm.

Com referência à estiagem, é raro o fenômeno de secas prolongadas, embora a região da Campanha apresente o fenômeno, em alguns dias do ano, com certa intensidade, a ponto de ameaçar os rebanhos. Metade dos dias do ano são dias de sol.

A umidade relativa do ar, na região de Porto Alegre é, em média, de 75%. O inverno é a estação mais úmida. O clima do Estado do Rio Grande do Sul, comparando ao de grande parte do País, apresenta condições que podem ser consideradas favoráveis.

No estado, as quatro estações do ano apresentam-se caracterizadas. Segundo a classificação, o Rio Grande do Sul se enquadra na zona fundamental temperada ou “C”, isto é, com temperatura do mês mais frio próxima a 3ºC, e no tipo fundamental “Cf”: clima temperado úmido, com chuvas distribuídas por todo ano. Como uma subdivisão do tipo fundamental “Cf”, o estado costuma ser classificado em duas variedades específicas: clima subtropical ou virgiano, “Cfa”, cuja temperatura do mês mais quente é superior a 22ºC, e a do mês mais frio oscila entre 3º e 18ºC. Neste último caso, estão as partes mais elevadas do estado, como a região Nordeste, com altitudes superiores a 600m. Isso ocorre, ainda no Escudo Riograndense, onde a altitude é da ordem de 400 m. 

FONTE: http://www.topgyn.com.br/conso01/rio_grande_sul/index.php

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTAS POPULARES do MARANHÃO

Festas populares estado Maranhão, são típicas, gente feliz, alegre mostrando os costumes desse belo estado brasileiro, imperdível para nós brasileiros que ainda não conhecemos e para os estrangeiros que podem comprovar a nossa rica cultura com suas festas nesse belo estado do Maranhão.  Bumba-Meu-Boi

Os brancos trouxeram o enredo da festa; os negros, escravos, acrescentaram o ritmo e os tambores; os índios, antigos habitantes, emprestaram suas danças e a cada fogueira acesa para São João, os festejos juninos maranhenses foram-se transformando no tempo quente da emoção, da promessa e da diversão, é nesta época de junho, que reina majestoso o Bumba-meu-boi.

O auto popular do Bumba-meu-boi conta a estória da Catirina, uma escrava que leva seu homem, o nego Chico, a matar o boi mais bonito da fazenda para satisfazer-lhe o desejo de grávida: comer língua de boi, descoberto o malfeito, manda o Amo (que encarna o fazendeiro, o latifundiário, o "coronel" autoridade) que os índios captu…

FESTAS POPULARES do TOCANTINS

Festas Populares e Religiosas do estado de Tocantins é algo sensacional que mostra uma cultura em ricos trajes para todos que queiram conhecer.
As festas exprimem cultura e tradição dos povos, tanto pelas cerimônias festivas quanto pelos rituais religiosos, essas celebrações reafirmam laços sociais, e raízes que aproximam os homens, movimentam e resgatam lembranças e emoções, tem características semelhantes mesmo com enfoques diferenciados, como as manifestações do canto, da dança, da música e, principalmente, o espírito de troca e fortificação, tão bem expressos no dito popular "lavar a alma".
As festas populares e religiosas traduzem a cultura popular, a linguagem do povo, tudo que vem dele e de sua alma.
Boi-Bumbá

Uma das principais manifestações brasileiras, que provavelmente surgiu no final do século XVIII, por influência da tradição portuguesa e dos faraós do Egito (adoradores do Boi Ápis, deus da Fertilidade), e que logo se espalhou por todas as regiões do nosso país, com…

FESTAS POPULARES - MG

Festas populares não podem faltasFestas populares em nossos estados são sempre recheadas de coisas bonitas e alegrias, cultura, assim também são as festaspopulares do estado de Minas Gerais, vocês conhecem? Então venham conhecer como algumas dessas festas são super movimentadas e bem legais, a alegria do povo do estado de Minas Gerias e de outros que comparecem vindo de todos os lugares do Brasil e dos estrangeiros.
Vesperatas, em Diamantina, Festa do Milho, em Patos de Minas, Festival do Ora-Pro-Nobis, em Belo Horizonte, e Festa do Divino em três cidades históricas: Diamantina, Serro e Sabará. Essas são algumas das principais festas em Minas Gerais, neste mês de maio de 2006, e que fazem parte do Calendário Turístico da Secretaria de Estado de Turismo.
Festas Vesperatas
Na terra de Juscelino Kubitschek e de Chica da Silva, no Circuito dos Diamantes, a 292 km de Belo Horizonte, as Vesperatas estão marcadas para os dias 6 e 20 de maio, na rua da Quitanda.

A programação vai até outubro, qua…