Pular para o conteúdo principal

TRADUTOR

Literatura de Cordel

Literatura de Cordel você conhece?


Literatura de cordel também conhecida no Brasil como folheto, é um gênero literário popular escrito frequentemente na forma rimada, originado em relatos orais e depois impresso em folhetos. Remonta ao século XVI, quando o Renascimento popularizou a impressão de relatos orais, e mantém-se uma forma literária popular no Brasil. 
Literatura-de-cordel
O nome tem origem na forma como tradicionalmente os folhetos eram expostos para venda, pendurados em cordas, cordéis ou barbantes em Portugal. No Nordeste do Brasil o nome foi herdado, mas a tradição do barbante não se perpetuou: o folheto brasileiro pode ou não estar exposto em barbantes.
Literatura-professor-escritor-Marco-Haurélio
Alguns poemas são ilustrados com xilogravuras, também usadas nas capas. As estrofes mais comuns são as de dez, oito ou seis versos. Os autores, ou cordelistas, recitam esses versos de forma melodiosa e cadenciada, acompanhados de viola, como também fazem leituras ou declamações muito empolgadas e animadas para conquistar os possíveis compradores. Para reunir os expoentes deste gênero literário típico do Brasil, foi fundada em 1988 a Academia Brasileira de Literatura de Cordel, com sede no Rio de Janeiro.
Literatura-cordel-sala-aula
  • História
A história da literatura de cordel começa com o romanceiro do Renascimento, quando se iniciou impressão de relatos tradicionalmente orais feitos pelos trovadores medievais, e desenvolve-se até à Idade Contemporânea. O nome cordel está ligado à forma de comercialização desses folhetos em Portugal, onde eram pendurados em cordões, chamados de cordéis.[1] Inicialmente, eles também continham peças de teatro, como as de autoria de Gil Vicente (1465-1536). Foram os portugueses que introduziram o cordel no Brasil desde o início da colonização.
  • Evolução no Brasil
Na segunda metade do século XIX começaram as impressões de folhetos brasileiros, com suas características próprias. Os temas incluem fatos do cotidiano, episódios históricos, lendas, temas religiosos, entre muitos outros.

Fonte: Wikipédia

Como vocês podem ver a cultura do nosso Brasil em cada região é bem diversificada nos proporcionando um a gama de conhecimentos e um dos exemplos é esse da literatura de cordel.

Abraços,
BrBão 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FESTAS POPULARES do MARANHÃO

Festas populares estado Maranhão, são típicas, gente feliz, alegre mostrando os costumes desse belo estado brasileiro, imperdível para nós brasileiros que ainda não conhecemos e para os estrangeiros que podem comprovar a nossa rica cultura com suas festas nesse belo estado do Maranhão.  Bumba-Meu-Boi

Os brancos trouxeram o enredo da festa; os negros, escravos, acrescentaram o ritmo e os tambores; os índios, antigos habitantes, emprestaram suas danças e a cada fogueira acesa para São João, os festejos juninos maranhenses foram-se transformando no tempo quente da emoção, da promessa e da diversão, é nesta época de junho, que reina majestoso o Bumba-meu-boi.

O auto popular do Bumba-meu-boi conta a estória da Catirina, uma escrava que leva seu homem, o nego Chico, a matar o boi mais bonito da fazenda para satisfazer-lhe o desejo de grávida: comer língua de boi, descoberto o malfeito, manda o Amo (que encarna o fazendeiro, o latifundiário, o "coronel" autoridade) que os índios captu…

FESTAS POPULARES do TOCANTINS

Festas Populares e Religiosas do estado de Tocantins é algo sensacional que mostra uma cultura em ricos trajes para todos que queiram conhecer.
As festas exprimem cultura e tradição dos povos, tanto pelas cerimônias festivas quanto pelos rituais religiosos, essas celebrações reafirmam laços sociais, e raízes que aproximam os homens, movimentam e resgatam lembranças e emoções, tem características semelhantes mesmo com enfoques diferenciados, como as manifestações do canto, da dança, da música e, principalmente, o espírito de troca e fortificação, tão bem expressos no dito popular "lavar a alma".
As festas populares e religiosas traduzem a cultura popular, a linguagem do povo, tudo que vem dele e de sua alma.
Boi-Bumbá

Uma das principais manifestações brasileiras, que provavelmente surgiu no final do século XVIII, por influência da tradição portuguesa e dos faraós do Egito (adoradores do Boi Ápis, deus da Fertilidade), e que logo se espalhou por todas as regiões do nosso país, com…

FESTAS POPULARES - MG

Festas populares não podem faltasFestas populares em nossos estados são sempre recheadas de coisas bonitas e alegrias, cultura, assim também são as festaspopulares do estado de Minas Gerais, vocês conhecem? Então venham conhecer como algumas dessas festas são super movimentadas e bem legais, a alegria do povo do estado de Minas Gerias e de outros que comparecem vindo de todos os lugares do Brasil e dos estrangeiros.
Vesperatas, em Diamantina, Festa do Milho, em Patos de Minas, Festival do Ora-Pro-Nobis, em Belo Horizonte, e Festa do Divino em três cidades históricas: Diamantina, Serro e Sabará. Essas são algumas das principais festas em Minas Gerais, neste mês de maio de 2006, e que fazem parte do Calendário Turístico da Secretaria de Estado de Turismo.
Festas Vesperatas
Na terra de Juscelino Kubitschek e de Chica da Silva, no Circuito dos Diamantes, a 292 km de Belo Horizonte, as Vesperatas estão marcadas para os dias 6 e 20 de maio, na rua da Quitanda.

A programação vai até outubro, qua…